Mamy Antenada: Eu já fui ao Canadá? - Por Raquel Ulbrich

Eu já fui ao Canadá? - Por Raquel Ulbrich

Um dia desses, minha filha que tem 7 anos estava olhando umas fotos de 2011 e estava admirada da beleza das paisagens. Ela perguntou onde eram as fotos. Eu respondi que eram no Canadá. Franziu a testa e falou: “Como assim? Eu já fui ao Canadá?”

fonte: google


As crianças esquecem muitas coisas que gostaríamos muito que lembrassem para sempre. Acho que é por isso que existem as fotos e filmagens, que funcionam como um HD externo da memória. Mas como fazer para que as crianças consolidem na mente alguns eventos? Muitos estudos foram feitos com excelência por Jean Piaget e por outros estudiosos do assunto. O conhecimento é construído progressiva e continuamente, através da relação do indivíduo com o meio que o cerca. Seria ótimo se fosse simples transformar a memória RAM em memória ROM.

Antecipando um pouco as férias, fomos viajar por uma semana para o interior do Estado. Nossa linda e maravilhosa Santa Catarina! Sugeri a minha filha que escrevesse um livro durante a viagem, relatando suas experiências. Fiz páginas para ela com metade contendo linhas e na outra metade um espaço para desenhar. A cada noite, quando chegávamos ao hotel ela logo escrevia sobre os momentos mais especiais do dia e fazia um desenho. O que me deixou bastante surpresa foi a percepção dela sobre as coisas. Como a criança vê o mundo de uma forma tão gentil, tão descomplicada! Mas minha intenção com esse “livro diário” era fazer com que ela realmente pudesse lembrar do passeio. Acredito que vai dar muito certo. Ela ainda não terminou totalmente, refaz alguns escritos, melhora alguns desenhos, mas já fez a capa e deu o título: “Minha viagem por seis cidades”.



Quanto mais mostramos o mundo e estimulamos o interesse por todas as coisas que cercam a criança, mais ela vai querer ver e saber. O interesse cresce e a curiosidade é uma dádiva que estimula a criatividade! Não importa se você leva seu filho para dar uma volta no bairro ou uma volta ao mundo. Mostre sempre algo que ele ainda não tenha visto, comente e deixe-o tirar suas próprias conclusões. Como disse Drummond: “O mundo é grande e cabe nessa janela sobre o mar...”



Raquel Ulbrich - Mãe, Administradora do Lar, Bióloga e Estudante de Psicologia. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário