Mamy Antenada: Diário de Uma Gestante do Coração: Adoção - O porque da Demora!

Diário de Uma Gestante do Coração: Adoção - O porque da Demora!

Olá,

Hoje abro o Diário de Uma Gestante do Coração para falar de demora, já escrevi outras vezes sobre esse tema aqui no Diário, pois realmente ela é muita, ela dói, ela desanima, ela consone as energias.
Me deparo em luta constante com a Justiça, que do lado de cá, e também do lado das crianças institucionalizadas é morosa e burocrática, no meu trabalho até chamamos de "burrocrática". E quanto mais leio, mais me informo, mais conheço gente da área, mais me assusto como tudo isso é tratado.



Demora: na habilitação, na destituição de pátrio poder, nas tentativas de reinserção das crianças em suas famílias biológicas, e em ultimo caso em famílias adotivas.
Falta de procedimento coerente e igual no tramite dos processos de habilitação.
Falta de cumprimento de prazos, principalmente no que diz respeito ao cumprimento do ECA (Estatuto da Criança e Adolescente), zela pelo bem estar e prevê a convivência familiar para todas as crianças. Mas não é o que vem sendo praticado aqui no nosso país. Segundo estudo do CNJ (Comissão Nacional de Justiça) uma criança fica institucionalizada, em média 4 anos, antes de voltar a família ou ser encaminhada à adoção (na região sudeste e centro-oeste).

Agora parem um pouquinho, pensem... imaginem uma criança ou jovem, por 4 anos, sem o convívio familiar (ou pouco convívio, pois muitas famílias "de sangue" não visitam as crianças)! O que perderá? Como recuperará? Quanto tempo levará para que essa equação se equilibre novamente?

Alguma coisa está errada, pois crescer em um abrigo não é zelar pelo bem estar, por melhor que esse abrigo seja; priorizar um milhão de vezes (e aqui não é força de expressão) a família com laços sanguíneos nem sempre é zelar pelo bem estar da criança ou jovem.

Precisamos quebrar essa regra em que a família adotiva é a ultima opção, onde todas as cartas já foram jogadas e existe uma na manga que será a salvadora. Precisamos de profissionais na Vara de Infância e Juventude realmente comprometidos com essas crianças, não sendo apenas mais uma a ir para o abrigo.

Ainda se não bastasse, a culpa da ineficiência do Estado recai em sobre os pretendentes à adoção, onde sempre alegam que a demora é devido ao perfil escolhido, boa balela para mascarar ineficiência, jogar a culpa no outro. Pressionam os pretendentes para a ampliação do perfil tentando corrigir algo que "o sistema" já fiz errado. 
Claro que amor transforma, os pretendentes podem se abrir para perfis mais amplos, mas por vontade, não por pressão. Sempre digo e repito: Todo a pessoa  ou casal deve adotar o que ser coração está disposto a receber, o que seu coração despertar. Pois só assim teremos adoções consistentes, seguras e felizes.

Enquanto isso vivemos a demora, tantos nós pretendentes, quanto as crianças abrigadas.

Bj Bj e que todos tenhamos pessoas com boas energias do lado, para nos ajudar a passar por esse caminho, e que a Gestação do Coração se torne mais leve!
  


  






8 comentários:

  1. Feliz por encontrar seu blog.
    Obrigada por compartilhar sua história!
    Estou há 5 anos e 9 meses na fila da adoção.
    Ansiosa por demais <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jana!!
      Que bom você estar aqui, fico feliz!!
      A ansiedade é grande por aqui também!!
      Bj Bj
      Pri

      Excluir
  2. Querida mamy não tem sido fácil essa espera. Doi e muito!
    E sim existe um problema sério no nosso sistema. A teoria não é a prática de forma alguma. ..triste realidade!!!
    Hoje mas que nunca NÃO acredito no sistema. E tenho motivo suficiente pra dizer isso.
    continuo nessa espera porque tenho fé em Deus! Só por isso.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Existe muitos problemas sim, e como você bem disse teoria é uma coisa e na pratica é outra! Somente Deus para nos manter firme e a nossa grande vontade de sermos pais né?!
      Bj Bj e força para nós todos!!

      Excluir
  3. Eu, com grande ceticismo em relação às instituições brasileiras, reflito: será que ninguém "ganha" mantendo as crianças institucionalizadas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristina,
      Também me faço a mesma pergunta, pois zelar pelo bem da criança deixando-as institucionalizadas não está nos preceitos do ECA!
      Bj Bj

      Excluir
  4. quero muito adotar um bebe estou muito triste por nao ter consequido fica com minha pequena ela ficou doente esta internada com pneumonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janaina,
      Nossa, sinto muito, espero que logo logo sua pequena esteja forte e saudável!!
      E que seu desejo de adoção se realize!!
      Bj Bj
      Pri

      Excluir