Mamy Antenada: Diário de Uma Gestante do Coração - Movemos!

Diário de Uma Gestante do Coração - Movemos!

Olá Pessoal!!

Hoje estou aqui para escrever mais uma parte do Diário de uma Gestante do Coração.
No "ultimo capitulo" (link *AQUI*) eu contei pra vocês que tinha conversado com a Assistente Social (AS) de Palhoça, que ainda decidiria qual o procedimento que tomaríamos, e que queria conversar com a AS de Florianópolis.
Tinha pedido à Deus uma luz, que Ele me indicasse um caminho a seguir. 
No meu coração eu já tinha definido deixar nosso processo em Florianópolis, mas ele não estava calmo, algo me falava que tinha que ter a conversa com a AS de Floripa. Então, como de costume, liguei um dia antes informando que iria até a Vara de Infância e Juventude e para confirmar os dias e horários de atendimento das AS (porque na Comarca de Florianópolis elas atendem nas 3º e 5º feiras, das 12h as 18h), e assim o fiz.

Logo fui atendida por uma AS que eu ainda não conhecia pessoalmente, apenas por telefone, e que sempre me atendeu com muita simpatia.
Sentei e falei: "Tô aqui porque preciso de uma Luz!".
Falei que tínhamos nos mudado e que não sabíamos se deixávamos nosso processo lá ou cá. E ela disse categoricamente: "Tens que mover pra lá".
E eu murchei, pensei: "como assim, eu já tinha definido no meu coração que deixaria nosso processo aqui com vocês. Apesar de tanta demora no andamento do processo, me sinto segura aqui, aqui vocês me conhecem!!".
Ela me explicou que essa é a recomendação dada pela CEJA - Comissão Estadual Judiciária de Adoção, e que a Juíza da Comarca de Florianópolis já tinha negado a adoção à um casal que mudou de cidade, e não avisou da mudança (consequentemente não moveu o processo), pois a prioridade da adoção de crianças da Comarca de Florianópolis é para pais habilitados e residentes nessa Comarca.

Então o fato é que: Não posso deixar meu processo aqui! Não tenho a opção de escolher, como eu pensava que tinha e como, até então, eu tinha sido informada. 
Imagina se eu tivesse simplesmente deixado; se nos ligassem dizendo: "Seus filhos estão aqui!" e eu dissesse que estava morando em Palhoça e por isso eles me dissessem "Sinto muito, seus filhos não podem mais ser seus filhos!"...
Não iria me perdoar nunca!!
Por isso meu coração estava tão inquieto, falava comigo: "Resolve isso! Busca informação! Conversa com as pessoas!".

Fiquei um pouco chateada por ter que sair da minha zona de conforto, ou melhor, de segurança, mas se tenho que fazer, farei!
Então hoje irei ao Fórum protocolar nosso oficio informando a troca de domicilio.

Se é assim que tem que ser, é acalmar o coração e colocar nas mãos de Deus. Sempre disse que Deus está preparando a criança certa para nós!!



Bj Bj 
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário