Mamy Antenada: Reorganização Financeira - Parte I

Reorganização Financeira - Parte I

Olá Pessoal!!

Ano Novo... e uma das metas de muita gente por aí é se reorganizar financeiramente e poupar um dimdim durante esse ano!!
Aqui em casa não é diferente, não estamos no vermelho, mas confesso que saber que tem uma gordurinha para gastar (só em caso necessário, hehe) me faz dormir um pouco mais tranquila.



Mas nem sempre foi assim, antigamente eu era um pouco desligada, e não dava muita bola para o poupar, morei com os meus pais até os 23 anos, e só saí de casa para casar, então gastava o dinheiro que ganhava com coisas exclusivamente minhas, e um pouco supérfluas, diga-se de passagem, e o gene do consumismo herdado da minha mãe, fazia com que algumas vezes eu extrapolasse no balancete final do mês - Quanto se Ganha = Quanto se pode Gastar.
Olhando para trás, sinto uma "vergoínha" daquela pessoa que eu era, maaaaas nunca é tarde para mudar. 

E eu mudei!! E como eu fiz isso?

Primeiro Passo: Listei as principais contas que tinha: luz, telefone, casa, carro, combustível. As contas fixas.
Segundo Passo: Listei todas as contas parceladas que tinha no cartão de crédito, por mês. 
Terceiro Passo: Defini um valor X para ser gasto com Supermercado, Verdureira, Almoço ou Jantar fora (diversão).
Quando recebia o pagamento, fazia todos os pagamentos, mesmo que eles fossem vencer daqui a alguns dias, e se não pudesse pagar naquele momento por falta de boleto, o dinheiro ia para a poupança até o dia do pagamento.
Depois dos pagamentos, fazia a compra do mês, enchia o tanque do carro, e o restante do dimdim ia para a *POUPANÇA*!

Se eu comprava algo para mim? Claro que sim! 
Se falhei alguma vez? Claro que sim!

Trabalhar o mês inteiro e poder comprar um mimo é extremamente compensador, claro, não dá para sair gastando tudo e comprando coisas muito caras se o seu intuito é poupar!
Falhei algumas vezes quando achei que estava tudo dominado, que não precisava mais da planilha de gastos. Quando recomeçava a colocar tudo no papel e ver que a conta estava grande, pisava no freio e deixava os cartões escondidos na carteira para serem usados somente em caso de vida ou morte (aaafff, hehe).

E minha gente, não há nada mais compensador em ver um C (de crédito) do lado dos numerosinhos do seu extrato bancário, ao invés do D (de devedor)!
Então, se você está pensando que 2015 será o ano da sua reorganização financeira, pegue um caderno velho (foi isso que eu fiz) e:
- separe 1 folha para cada mês, 
- liste as despesas fixas,
- anote sempre que você fizer uma compra com o cartão de crédito ou de débito.
Assim você saberá para onde está indo o seu dinheiro, e tomará a melhor decisão para fechar essa tornerinha!

Existem na internet várias planilhas super ultra power modernar, em excel, que já calcula o seu saldo. Tentei fazer e não me adaptei, comigo é no velho e amigo caderninho!
Achei essa cartilha e dicas da Caixa Econômica Federal, super legais, e é até bem parecida com a minha, o link é esse *AQUI* .

Bora começar a cumprir umas das metas de 2015 - Reorganização Financeira! 

(Essa foi a Parte I da Reorganização Financeira, na próxima vou trazer algumas formas de guardar dimdim! Não percam!!) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário