Mamy Antenada: Adoção - Entrevista com a Assistente Social

Adoção - Entrevista com a Assistente Social

Olá Pessoal!

Eu estava devendo para vocês essa conversa mais "a fundo" sobre a entrevista com a Assistente Social da Vara de Infância e Juventude, para dar o prosseguimento no processo de adoção.
Como já contei, esperávamos essa entrevista há 2 anos e 7 meses, e ela enfim ocorreu no dia 24 de outubro, no fim da tarde. 
Decidimos marcar para irmos juntos, eu e o Silvio, pois há a possibilidade do casal ir separado, caso não haja compatibilidade de horário para os dois irem juntos.

Foi uma conversa muito agradável, de mais ou menos 1 hora de 10 minutos. Falamos sobre diversos assuntos, inclusive que o nome do Pai do Silvio é o mesmo nome do pai da Assistente, Quiliano (mesma escrita e tudo), coincidências da vida.

Começamos revendo o perfil da criança desejada, idade, sexo, etnia,... se você quiser mudar alguma coisa no perfil da sua criança, é um bom momento para fazê-la (não que não possa fazer antes ou depois, ok?!). 

Gostaria de lembrar uma coisita muito importante para os papys e mamys pretendentes, essa era uma duvida minha, que foi esclarecida nessa entrevista. 
Inicialmente tínhamos colocado a idade até 4 anos, e na entrevista mudamos para 5, porque, se tiver uma criança para adoção que tenha 4 anos de 1 dia, nosso nome já não entraria na lista de pretendentes, então fiquem atentos a idade máxima que gostariam.

Outra coisa importante é referente a doenças, se aceitam ou não crianças doentes; se aceitam, se é uma doença tratável ou não. Aqui vale lembrar que, toda criança que está para adoção, passa por exames médicos para atestar a sua saúde, se você opta, na ficha de perfil, por uma criança "saudável", se ela tiver qualquer coisinha (bronquite, asma, rinite, pneumonia, desde as doenças mais básicas, até algumas mais complicadinhas) você não entra no rol de pretendentes para essas crianças.

Conversamos várias outras coisas, ela perguntou sobre a minha família e a família do Silvio, a quanto tempo estamos juntos, como surgiu a vontade de adotar, reviu as nossas rendas.
Ela também perguntou como nós iríamos nos estruturar com a chegada das crianças (ou da criança), se nossa família sabe da nossa vontade de adotar.

No final perguntei a respeito da abertura do nosso cadastro para todo o Brasil. Para quem não sabe, os futuros papais podem restringir o cadastro a sua comarca, estado, estados próximos, ou então... TODO o Brasil!!
O porque disso, exemplo: nós moramos aqui no Sul, abrindo nosso cadastro para todo o Brasil, podem nos chamar lá do Norte, e se aceitarmos, teremos que ir para lá e ficarmos alguns dias para a adaptação. Não são todas as famílias que possuem essa disponibilidade de tempo e recurso financeiro para arcar com essa despesa de locomoção. 
Então vocês poderão escolher até onde terão condições de ir. E sempre é bom conversar com a Assistente Social, de forma bem clara, sobre esse aspecto.

No mais, é uma conversa bem tranquila, sem neuras, para que a assistente social possa conhecer melhor o casal, e para que sejam esclarecidas algumas outras duvidas.

Nós, futuros pais adotivos, os que abraçaram essa causa de esclarecimento, alguns grupos de apoio a adoção, sempre nos encontramos e conversamos nesse grupo: Adoção SC (link AQUI), e existem vários blogs que conversam a respeito do assunto, vou listar alguns deles:

Adoção - por Jussara Jatobá

Gravidez Invisível - por Luciane Cruz

Filhos Adotivos - por Fernanda Beitez




Um grande beijo nesses corações cheios de amor!! 







3 comentários:

  1. que bacana que a entrevista foi boa
    interessante não sabia, que a por causa de
    um dia o nome não ia,
    Lindo Dia
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Nanda, foi um alivio ter passado por essa etapa!
      Foi muito proveitosa a conversa!
      Bj Bj
      Pri

      Excluir
  2. Que legal, tirei muitas dúvidas principalmente da idade que não sabia, hoje é minha entrevista, estou hiper mega ansiosa, bjs até breve!!!!

    ResponderExcluir