Mamy Antenada: Mãe depois do Câncer...

Mãe depois do Câncer...


Passar por um Câncer é um desafio gigante, mas todas as mulheres que lutaram contra ele, saíram muito mais fortes e corajosas para enfrentar a vida. 
Toda a aflição do tratamento e expectativas fazem com que a vida seja repensada de uma forma muito peculiar, priorizando algumas coisas nunca pensadas até ali.
Apesar do Câncer de Mama atingir (na sua maioria) mulheres mais velhas, jovens também podem ser diagnosticadas com a doença. E para elas, a maternidade seja o "lado" que mais assuste ao enfrentar essa doença, pois os tratamentos com quimioterapia e radioterapia podem prejudicar as células reprodutoras e anteciparem a menopausa.
Mas não está tudo perdido para as mulheres que querem ser mãe depois do câncer.
Existem algumas formas de preservar a fertilidade, como a preservação dos óvulos e a utilização de medicamentos, antes e depois do tratamento, para manter a função ovariana em atividade.




Vou dividir com vocês a história contada de IVI Reprodução Humana, sua primeira mãe depois do Câncer.

Vanessa, uma espanhola de 36 anos, é o primeiro caso da IVI a nível mundial de mãe após a vitrificação de óvulos prévia a um tratamento oncológico por conta de um Linfoma no Hodgkin (LNH) - um câncer hematológico-, em plena etapa reprodutiva. Para a IVI é o primeiro nascimento através do programa de incentivo à preservação de fertilidade iniciado na Espanha em 2007. No Brasil, o programa de preservação de fertilidade teve inicio no segundo semestre de 2013.

A paciente procurou o IVI em 2010 ao tomar conhecimento do diagnóstico de sua enfermidade e vitrificou seus óvulos depois de uma estimulação ovariana. Em julho de 2011, quando estava recuperada quis engravidar, no entanto teve que suspender o tratamento por uma nova recaída.

Em fevereiro de 2012, recuperada definitivamente recebeu alta médica, e voltou ao IVI para realizar o seu tratamento de fecundação in vitro utilizando os óvulos que tinha preservado. Nove meses depois nascei o Leo de parto normal pesando 3,44 quilos.

"Para o IVI é um orgulho apresentar seu primeiro caso de exito desse programa que lidera na Espanha desde 2007, oferecendo a preservação de fertilidade para homens e mulheres que tenham que passar um momento difícil de tratamento de câncer em plena idade reprodutiva, correndo o risco de um sério comprometimento de sua fertilidade" comentou o Dr. Javier Domingo, Diretor do IVI Las Palmas e ginecologista da Vanessa.

"Estamos profundamente agradecidos ao IVI e a todos da equipe que fizeram possível que meu marido e eu formássemos uma família apos o câncer. Também gostaria de dizer a todas as pessoas que passam por momentos como os que eu passei; vale a pena olhar para frente e fazer planos de futuro, como o de ser mãe", afirmou Vanessa durante a roda de imprensa realizada na clinica IVI de Las Palmas para apresentar o seu caso de sucesso."

Esse é um exemplo de uma grande vitória sobre o câncer, coroado com o nascimento de uma nova vida, esperança renovada.
É bom lembrar que toda a mulher, ou homem, diagnosticado com qualquer tipo de câncer pode preservar a sua fertilidade, e quando a vontade de ser mãe ou pai bater, os resultados serão excelentes e o sonho será realizado!!

Bj Bj





Fonte: Revista do IVI Nº1- julho 2014




Nenhum comentário:

Postar um comentário