Mamy Antenada: Saúde Bucal da Gestante - Pré Natal Odontológico

Saúde Bucal da Gestante - Pré Natal Odontológico

Olá Pessoal!

Hoje é dia de Saúde, em especial para as Gravidinhas! Durante esse período pensamos tanto no pré natal, nas coisinhas do bebê, no enxoval, e nos esquecemos de uma coisa muito importante, a saúde bucal.



Esse cuidado deve se ter durante toda a vida, mas durante a gestação seus dentes e gengivas precisam de cuidados especiais, pois com uma higiene bucal adequada, uso diário do fio dental, alimentação equilibrada e visitas periódicas ao dentista ajudam a reduzir os problemas dentários que acompanham a gestação. 

A gengivite é uma das principais doença bucais manifestadas durante a gestação, e nada mais é do que o acúmulo de placa bacteriana que se deposita nos dentes, irritando assim a gengiva. E isso pode ser evitado mantendo seus dentes sempre bem limpos, especialmente na região em que a gengiva e os dentes se encontram. 


E você pode ajudar ainda mais a saúde de seus dentes, substituindo os doces por alimentos integrais tais como queijo, verduras e frutas frescas. 

Então se você está gravida, marque sua consulta no dentista para ver se está tudo ok.
Chegando lá, em primeiro lugar, informe ao dentista que você está grávida. 
É é indicado que você marque a consulta entre o quarto e sexto mês de gravidez, meses em que você está mais tranquila, os enjoos já passaram, e no último trimestre, o estresse associado com a consulta ao dentista pode aumentar a incidência de complicações pré-natais, além de ficar sentada na cadeira do dentista nos últimos meses pode se tornar desconfortável.

Na maior parte dos casos, radiografias, anestésicos dentais, medicação contra a dor e antibióticos (especialmente a tetraciclina) não são receitados durante o primeiro trimestre da gravidez, a não ser que sejam absolutamente necessários. 

Se precisar fazer uma consulta de emergência, avise o consultório, antes de chegar lá, que você está grávida. Informe a respeito de qualquer tensão que estiver sofrendo, abortos naturais anteriores e medicamentos que esteja tomando. 

Tudo isso pode influenciar a forma pela qual seu dentista vai atendê-la e tratá-la. É bem provável que seu dentista entre em contato com seu médico, antes de iniciar qualquer tratamento. Se tiver qualquer dúvida, insista para que seu dentista fale com seu médico. 

Lembre-se: a formação dos dentes do bebê começa a partir da sexta semana de gestação. Ao controlar a ingestão de açúcar, a gestante cria hábitos saudáveis que poderão ser incorporados pela criança e sua família.


Saúde bucal da gestante: mitos e verdades

* A mulher perde cálcio durante a gestação. 
MITO! O cálcio necessário para a formação dos dentes do bebê provém da alimentação da gestante, os seus dentes não participam do processo de captação e nem sofrem qualquer dano.

* A gestação traz consigo cárie e perda de dentes. 
MITO! A cárie e consequente perda de dentes é provocada pela alimentação desregulada, rica em carboidratos e falta de higiene bucal. Sendo assim, mulheres gestantes ou não gestantes podem ser acometidas de cárie caso não haja uma correta escovação, com uso de fio dental e creme dental com flúor, e visitas regulares ao dentista.

* A gestante não pode fazer raio-X. 
VERDADE! Os exames radiográficos devem ser feitos com uso de avental de proteção em qualquer paciente, porém deve ser evitado no primeiro trimestre de gestação, e apenas em situações de extrema necessidade.

* É proibido o uso de anestésico em gestantes. 
MITO! O uso de anestesia nas gestantes é permitido, desde que a substância anestésica usada não contenha vasoconstritores, e por isso o cirurgião-dentista deve ser informado para que possa tomar esse cuidado.

* A periodontite (processo inflamatório de todos os tecidos localizados ao redor dos dentes e que também são responsáveis pela sua fiação) pode causar parto prematuro. 
VERDADE! Os microorganismos presentes na placa bacteriana percorrem a corrente sanguínea e estimulam a produção da prostaglandina, que é substância hormonal, provocando contrações do útero e acelerando o trabalho de parto.


É muito importante que hábitos saudáveis de higiene bucal e uma boa alimentação sejam adotados desde a gravidez pois o nível de saúde bucal da mãe tem relação com a saúde bucal da criança. 
Por esses motivos é tão importante o acompanhamento odontológico durante a gestação, um "pré-natal odontológico", assim você terá uma saúde bucal adequada e promoverá da saúde geral do bebê. 

Vale lembrar que: Se a mãe apresentar cárie nesse período o fato está relacionado à mudança da dieta e não à gestação em si. 
E que mulheres em idade fértil e que desejam engravidar é primordial que façam um check-up odontológico.

Bj Bj




Pesquisa:
atitude rima com saude
minha vida
conselho federal de odontologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário