Mamy Antenada: Próximo Destino: Férias!!!! Parte I

Próximo Destino: Férias!!!! Parte I


Olá Mamys e Papys!!!

Preparados para o primeiro passo dos preparativos para a próxima viagem das férias?
EEEEEEE!!!!
É hora de fazer o passaporte!!! =)))
Não que a viagem precise, necessariamente, ser para fora do Brasil, massssss .... não custa deixar tudo prontinho, né?
Fiz o passaporte da Luna quando ela tinha 8 meses, na esperança de viajar, hahaha .... nunca foi usado!!! Aí este ano tive que renová-lo =)
Ah sim, até os cinco anos, a validade do passaporte é proporcional à idade do “viajante”, depois permanece igual para todos.

O procedimento é feito pela internet, no site da Polícia Federal www.dpf.gov.br
Vamos começar?
- Na página inicial do site, clique em Serviços – Passaporte e escolha a opção 1 – Requerer Passaporte (para brasileiros).
- O próprio site dá um passo a passo de como proceder para fazer o passaporte, mas vamos passar cada item aqui ...
- Passo 1: Documentação Necessária: (devem ser apresentados no original, no dia e hora marcados no posto da PF)
    -- Documento de Identidade
Cédula de identidade expedida por Secretaria de Segurança Pública; carteira funcional expedida por órgão público, reconhecida por lei federal como documento de identidade válido em todo território nacional; carteira de identidade expedida por comando militar, ex-ministério militar, pelo Corpo de Bombeiros ou Polícia Militar; passaporte brasileiro anterior; carteira nacional de habilitação expedida pelo DETRAN (modelo atual); carteira de identidade expedida por órgão fiscalizador do exercício de profissão regulamentada por lei; ou, carteira de trabalho e previdência social-CTPS.)
ATENÇÃO: A pessoa que já teve o nome alterado, a qualquer tempo, em razão de casamento, separação ou divórcio deve apresentar, além do documento de identidade, CERTIDÃO DE CASAMENTO atualizada com as devidas averbações/anotações, para a comprovação de nome(s) anterior(es), mesmo na hipótese do passaporte a ser substituído já estar com o nome alterado. A CERTIDÃO DE CASAMENTO atualizada com as devidas averbações/anotações, em ORIGINAL. Caso a pessoa tenha alterado o nome várias vezes e os nomes não constem na última CERTIDÃO DE CASAMENTO, haverá necessidade de apresentação de(as) certidão(ões) anterior(es), em ORIGINAL.
A pessoa que teve o nome alterado por decisão judicial deve apresentar, além do documento de identidade, certidão de nascimento atualizada com as devidas averbações/anotações, para a comprovação de nome(s) anterior(es). A CERTIDÃO DE NASCIMENTO atualizada com as devidas averbações/anotações, em ORIGINAL.
A criança menor de 12 anos pode apresentar a Certidão de Nascimento em substituição ao documento de identidade. A CERTIDÃO DE NASCIMENTO  com as devidas averbações/anotações, em ORIGINAL.
O documento de identidade apresentado poderá ser recusado se não estiver atualizado ou se o tempo de expedição ou o mau estado de conservação impossibilitarem a identificação do requerente.
Para fins de conferência, a fotografia, o nome completo, a filiação, a data e local de nascimento e a assinatura do requerente deverão constar em um ou mais documentos de identidade, salvo o menor de 12 anos que pode apresentar certidão de nascimento, que não contém nem foto nem assinatura.
    -- Título de Eleitor e comprovantes de que votou na última eleição (dos dois turnos, se houve).
          Na falta dos comprovantes, declaração da Justiça Eleitoral de que está quite com as       obrigações eleitorais, ou justificativa eleitoral.
   -- Documento que comprove quitação com o serviço militar obrigatório, para os requerentes do sexo masculino a partir de 01 de janeiro do ano em que completam 19 anos até 31 de dezembro do ano em que completam 45 anos.
   -- Certificado de Naturalização, para os Naturalizados.
   -- Comprovante bancário de pagamento da Guia de Recolhimento da União - GRU referente à taxa devida para a emissão do documento de viagem requerido
O boleto de GRU será gerado automaticamente após o preenchimento do formulário de solicitação de passaporte pela internet, sendo imprescindível o CPF do requerente ou do seu responsável, se for o caso. O simples agendamento bancário não comprova o pagamento da taxa.
   -- Passaporte comum ou de emergência anterior, quando houver (válido ou não). A não apresentação deste, implica em pagamento da taxa em dobro, salvo no caso de roubo (Art. 157 do Código Penal Brasileiro).
O brasileiro que tiver seu passaporte inutilizado por repartição consular ou de imigração estrangeiras, no Brasil ou no exterior (por negativa de visto ou deportação), não está impedido de requerer novo passaporte. Basta apresentar o passaporte, válido ou não, para cancelamento. Assim, o usuário evitará o pagamento da taxa em dobro e a simulação de extravio do passaporte, que acarreta providências inúteis da PF visando à recuperação do documento.
Em caso de extravio, perda ou furto do passaporte anterior, há a necessidade do cidadão preencher e apresentar a Comunicação de Ocorrência com Documento de Viagem.
Em caso de roubo, não mais se exigirá taxa majorada para requerente com passaporte anterior roubado. Considera-se roubo a subtração mediante violência ou grave ameaça à pessoa devidamente registrada em boletim de ocorrência da polícia civil local, com expressa tipificação desse crime (Art. 157 do CP).
    -- CPF
        Do próprio requerente, a partir dos 18 anos de idade, se o número deste não constar no   documento de identidade apresentado;
De um genitor ou responsável ou documento de identidade que contenha o respectivo número, para menores de 18 anos;
A comprovação de inscrição no CPF pode ser feita por intermédio da apresentação dos seguintes documentos: Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), carteira de identidade profissional, carteiras funcionais emitidas por órgãos públicos, cartão magnético de movimentação de conta-corrente bancária, talonário de cheque bancário e outros documentos de acesso a serviços de saúde pública de assistência social ou a serviços previdenciários, desde que conste neles, o número de inscrição no CPF; Comprovante de Inscrição no CPF emitido pelas entidades conveniadas à Receita Federal (Banco do Brasil, Correios e Caixa Econômica Federal); Comprovante de Inscrição no CPF impresso a partir do site da Receita Federal; Outros modelos de cartão CPF emitidos de acordo com a legislação vigente à época.

- Passo 2: Solicitar a emissão do passaporte (formulário que deve ser preenchido no site da PF, o link está no passo 2 no site da PF)
- Passo 3: Pagar a guia GRU, gerada automaticamente após o passo 2, respeitando sua data de vencimento.

Para os menores de 18 anos, será exigida autorização expressa de ambos os pais, ou do representante legal, conforme modelo no site da PF. O menor obrigatoriamente deverá estar presente no momento do requerimento do passaporte. 
   - Na ausência de um dos pais, apresentar o formulário próprio com a firma do genitor ausente reconhecida em cartório ou procuração específica, autorizando a emissão de passaporte ao menor, outorgada por um genitor ao outro, lavrada em cartório (procuração pública) ou com firma reconhecida (procuração particular).
      - Em caso de óbito de um dos pais, apresentar a Certidão de Óbito original.
      - Na ausência de ambos os genitores deverá ser apresentada procuração pública específica, autorizando a expedição de passaporte para o menor, outorgada por ambos os genitores a pessoa maior, lavrada em repartição notarial no País ou repartição consular brasileira no exterior ou, ainda, lavrada em repartição notarial estrangeira, acompanhada de tradução por tradutor juramentado e devidamente consularizada. Em qualquer dessas hipóteses, deve o procurador acompanhar o menor no ato da expedição e entrega do passaporte.
     - Não serão aceitas procurações nem autorizações lavradas há mais de um ano.
     - Os genitores, o responsável legal ou o procurador deverão apresentar documento de identidade em original.
     - Para a emissão de passaporte para crianças menores de 3 anos de idade deverá ser apresentada 1(uma) fotografia facial, tamanho 5X7, recente, colorida, sem data, e em fundo branco.
     - No caso de criança ou adolescente adotado em processo de adoção internacional, deverão ser apresentados também os seguintes documentos:
            - certificado de conformidade expedido pela CEJA/CEJAI;
            - certidão de nascimento atual do menor adotado;
            - cópia autenticada da sentença de adoção;
            - certidão de nascimento anterior do menor adotado, se na sentença de adoção não constar o nome anterior do menor e os nomes dos pais biológicos;
            - passaporte(s) do(s) adotante(s).
- No ato da entrega do passaporte o menor deverá estar acompanhado de um dos genitores, do responsável legal ou procurador.
     - É permitida a entrega do passaporte de criança menor de 12 (doze) anos não alfabetizada a um dos seus pais ou responsável legal, devidamente identificado, mediante a aposição do carimbo padrão no campo da assinatura na caderneta respectiva (“Menor não alfabetizado / Iliterate minor”), sem necessidade de novo comparecimento da criança.
- A autorização dos pais para obter passaporte não supre a autorização para o menor viajar para o exterior desacompanhado
     - Quanto à autorização dos pais para viagem internacional, vide os artigos 84 e 85 doEstatuto da Criança e do Adolescente, a Resolução nº 131/2011-CNJ e o Manual de Viagem de Menores Brasileiros ao Exterior.
- Se o menor for viajar para o exterior desacompanhado de um ou de ambos os pais, estes deverão preencher e assinar autorização de viagem, com firma reconhecida em cartório.
- A falta da autorização de um ou de ambos os pais ou do representante legal, será suprida pelo Juiz competente.
- Havendo justificadas razões outros documentos poderão ser exigidos a critério da autoridade expedidora.
     - Caso a genitora do menor tenha alterado o nome, em razão de casamento, separação ou divórcio, será necessária a apresentação da certidão de casamento para comprovar a maternidade, se no documento do menor conste ainda o nome anterior da genitora.

Bom, parece complicado, mas não é. O site da PF é bastante detalhado e auto explicativo.
Durante o preenchimento dos dados no site, você será encaminhado para o agendamento da entrevista e entrega da documentação no Posto da Policia Federal mais próximo de sua cidade.
No dia marcado, não atrase, pois eles costumam ser pontuais e não esqueça nenhuma documentação. Normalmente, eles não dão a chance de você sair para buscar o que faltou e voltar para ser atendido novamente.
Aqui em Joinville, o agendamento costuma levar um mês e depois disso, mais uns quinze dias para estar com o passaporte em mãos.

No próximo post sobre este tema, falaremos sobre vistos: quais países exigem, quando e onde fazer.
Até a próxima!!

Bjbjbj

Tati Zick Lopes


Nenhum comentário:

Postar um comentário