Mamy Antenada: Cuidado - Piscina!!

Cuidado - Piscina!!

Olá Mamys!

Temos visto muito em noticiários e lido em jornais muitos casos de afogamento de crianças em piscina, sabemos que nessa época a frequência desses acidentes é maior porque também é maior a ida a clubes, casa de amigos com piscina, etc, devido ao calor que está fazendo (põe calor nisso!)... 
Maaaas com isso deve ser maior o nosso cuidado com os filhotes. Isso não se limita a apenas comprar a boia mais apropriada para seu filho, passar o protetor solar de hora em hora e cuidar da alimentação dele enquanto aproveitam o dia maravilhoso!
Devemos nos atentar a PISCINA em si. Em poucos dias (intervalo menor que 1 semana) foram noticiados 2 casos de afogamento de crianças que ficaram presos nos ralos de sucção de água da piscina, um pelo braço e outra pelo cabelo (extremamente angustiante e sufocante escrever isso! sinto até falta de ar). 

Então quais os cuidados devemos ter na piscina com as crianças:

- Mesmo em piscina rasa (para crianças) coloque boia na criança.
- Não confie plenamente e cegamente nas boias, elas dão a impressão de falsa segurança.
- Não terceirize o cuidado com a criança na piscina, se você precisa fazer algo longe da piscina tire a criança da água, não peça para outra pessoa cuidar dela enquanto você vai ao banheiro por exemplo.
- Se seu filho é maiorzinho e já utiliza a piscina maior, atenção redobrada, fique lá do lado dele, muitas vezes ele pode não ter folego e força para chegar até a borda a piscina.
- Cuidado com a brincadeira de pular da beira da piscina, principalmente quando não conhecer a profundidade da piscina, se a criança pular de cabeça e a piscina for rasa pode causar um grave acidente!
- Verifique se a piscina é segura, se possui todas as tampas protetoras dos ralos de sucção, se possui Salva-Vidas (obrigação legal para piscinas maiores que 6 m de largura x 6 m de comprimento e 0,80 m de profundidade - inclusive em condomínios). 
- Se você tem piscina em casa, ou até mesmo no condomínio em que você mora, é legal colocar ter um portão limitando a área da piscina, impedindo que a criança tenha livre acesso a borda da piscina.
- Caso ocorra algum acidente, não esqueça os telefones de emergência: 190 - Policia Militar, 192 - SAMU, 193 - Bombeiros.
- Se tiver "sangue frio", digo isso porque não é todo mundo que tem esse instinto de acudir (tem gente que paralisa), aprenda a fazer as manobras de ressuscitamento (respiração boca a boca, massagem cardíaca). 


De acordo com uma reportagem do site G1, o diretor social da Anapp (Agência Nacional dos Fabricantes Construtores de Piscinas e Produtos Afins), Anibal Reichenbach, explicou que a primeira coisa que os pais devem ficar atentos ao chegar a uma piscina é o número de ralos.
“Nós consideramos lei para qualquer tipo de piscina pequena ter no mínimo dois ralos. As grandes tem que ter ainda mais vazão. A pressão deve ser distribuída por vários ralos com distância de 1,5 metro de um para outro. O ralo ideal deve ter uma tela para evitar que o cabelo fique preso e ser curvilíneo, para que você não consiga tampar por inteiro”, explicou. 
Ainda na mesma reportagem, destaca-se que vários estados possuem projetos de lei que pedem a obrigatoriedade de dispositivos para interromper o processo de sucção em piscina. Outros cinco projetos pedem a obrigatoriedade de salva-vidas, grades protetoras e outras medidas de proteção em piscinas públicas.


Imagem Google

Bora aproveitar a piscina, mas sempre com MUITO cuidado!!

Bj Bj


  

Nenhum comentário:

Postar um comentário