Mamy Antenada: Gravidez e Filhoos x Animaizinhos de estimação!

Gravidez e Filhoos x Animaizinhos de estimação!

Olá Mamys!

Hoje, no dia do Veterinário, gostariamos de compartilhar algumas informações sobre os benefícios dos animaizinhos quando engravidamos, lemos essa reportagem na revista Crescer e achamos bem interessante...

Com toda a mudança ocorrida quando engravidamos a hormonal é a mais sentida pelos bichinhos (através do olfato mais apurado) criando assim um laço ainda maior com sua dona, explica Hannelore Fuchs, especialista na relação entre animais e humanos, psicóloga e veterinária (SP).

Existem pesquisas que apontam os benefícios de ter um animal ao lado durante a gestação. A feita na Universidade de Liverpool (Inglaterra), revelou que as grávidas com cães têm 50% mais chances de fazer a quantidade de exercícios indicada pela Organização Mundial da Saúde, pois o animal funciona como um estímulo nas caminhadas diárias. Claro que sempre é bom perguntar ao seu Ginecologista/Obstetra da sua possibilidade de fazer tais exercícios.
Outro estudo norte-americano revelou que os filhos de gestantes que conviveram com seus animais de estimação têm 28% menos chances de contrair asma ou alergias, porque desenvolveriam um sistema imunológico mais resistente.

Viu que legal...
Essa história de "dar fim" no bichinho nesse momento não deve ser levada em consideração, claro que vocês podem ter que passar por algumas adaptações, mas tudo pode ser superado.

É importante estabelecer regras antes que o bebê chegue, como: locais em que o animalzinho poderá entrar, dormir e ficar. Médicos recomendam que eles não entrem no quarto do bebê, o que pode ser necessário a instalação de acessórios que barrem a passagem.   
A limpeza é outro item que deve ter um cuidado especial: uso de luvas ao mexer com o fezes e xixi, lavagem das mãos. Para o bichinho deve-se atentar ao banho (1 vez por semana), vacinação, vermífugo e anti-pulgas em dia; e de lavagem semanal da cama e os panos que ele usa.
A mudança mais difícil talvez seja se distanciar um pouco do bicho (dói o coração), pois quando o bebê chegar, você não estará tão disponível a ele.
Um exemplo dado é: quando for assistir a TV, deixe-o onde estiver em vez de chamá-lo para ficar junto. É difícil  mas você estará fazendo o que é melhor para ele não sofrer posteriormente.
Outra dica é se você comprar uma roupinha, diga “olha, essa daqui é para o bebê”, e permita que ele cheire.
Quando o bebê nascer, leve um paninho e deixe ai lado do bebê, para que "pegue o seu cheirinho", quando alguém for até em casa, peça para que o leve e deixe o animalzinho cheirar. É uma forma dele entrar em contato com o cheirinho do bebê.
Ao voltar da maternidade, faça uma grande festa, deixe que ele cheire os pezinhos do bebê e dê um petisco. 
Claro que nas primeiras semanas o animalzinho pode querer chamar sua atenção, fazendo alguma estripulia, mas, respire fundo e não de bronca, continue suas atividades normalmente, mais tarde, dê um pouco de carinho.

Como vocês, o animalzinho também está se adaptando a essas grandes mudanças! E nada como o A.M.O.R para que vocês façam essas adaptações acontecerem da melhor forma possível!




Nossos PARABÉNS a todos os Veterinários que cuidam desses serzinhos tão especiais que nos dão amor incondicional!




Bj Bj 






Nenhum comentário:

Postar um comentário