Mamy Antenada: Diário de uma Tentante - ILP (Injeção de Linfócitos Paternos)

Diário de uma Tentante - ILP (Injeção de Linfócitos Paternos)

Olá Mamys...



Escrevendo para compartilhar que na próxima semana faremos nossa ultima (eu espero!) aplicação de Injeção de Linfócitos Paternos (ILP), traduzindo: Injeção com células (glóbulos brancos) retiradas do sangue do Marido.

Depois de ter sido virada de cabeça para baixo, para tentar explicar a não ocorrência de gravidez natural, as duas perdas gestacionais que tivemos e com um diagnóstico que ninguém quer ter: Infertilidade Sem Causa Aparente (a tal da ISCA – não suportava essa palavra), fizemos um exame chamado Cross-Match, que verifica como a defesa do meu organismo reage em contato com as células do meu marido.
Vale lembrar que esse exame é feito quando a mulher já tem histórico recorrente de perda gestacional ou de algum problema de implantação do embrião, pois assim o organismo dela já entrou em contato com as células do marido.

O que acontece no organismo: para que ocorra uma gestação o embrião deve se fixar no útero e se desenvolver, maaas como o embrião possui carga genética tanto da mãe quanto do pai, o organismo materno pode “atacar” os genes diferentes dos seus.

O Cross Match identifica o que: ele identifica se há no organismo feminino anticorpos protetores dos genes do pai. Caso tenha esses anticorpos protetivos será POSITVO, se não tiver será NEGATIVO (o organismo materno não reconheceu o tecido paterno).

O meu deu negativo! Para um tipo de linfócito deu 2% e para outro 20%. Meu médico, Dr Ricardo Nascimento (Floripa) nos disse que o mínimo aceitável para ser positivo era 30%. O que pode explicar o abortamento, já que todos os exames realizados com o tecido do embrião não deram nenhuma falha genética; e também a não implantação na ultima Inseminação Artificial, mesmo com o ß positivo.

Sugeriram então 3 aplicações da vacina, realizadas num intervalo de 4 semanas. O Silvio vai ao laboratório para colher o sangue (sempre numa segunda-feira para dar tempo da vacina chegar durante a semana). O sangue é enviado para São Paulo para ser feito a vacina (na RDO), já que aqui em Floripa não há laboratório que faz (ainda), dois dias depois retorna a vacina prontinha, e você tem que aplicar em até 24h (depois perde o efeito). Nós adotamos o seguinte esquema, colocamos o endereço de entrega do nosso “pacotinho” o endereço de trabalho do Silvio, assim garantimos que terá sempre alguém para recebê-lo. Assim que chega ele me liga e corro pra lá para tomar a vacina.

Ela é aplicada nos dois antebraços (são 4 piquezinhos, 2 em cada braço) e pode ser aplicada pela própria pessoa (se tiver coragem! E é um pouquinho mais difícil) ou com a receita médica de aplicação você pode pedir para aplicar em qualquer postinho de saúde. Nós temos a sorte de termos pessoas super prestativas do lado do trabalho do Silvio – os queridos enfermeiros/enfermeiras e médicos do helicóptero do SAMU, que têm nos ajudado nessa etapa. Agradecemos desde já essa ajuda que eles nos tem dado nessa caminhada rumo aos nossos Bebês!!! Valeu pessoal do SAMU!!!

Bj Bj
Pri Aitelli


Vou deixar alguns links sobre o assunto para vocês, como: médicos referencias, laboratórios e lista de exames; e também um video do Dr Barini falando sobre imunologia.

Dr. Ricardo Barini, de São Paulo, nesse site tem todas as informações sobre imunidade e também como entrar em contato com eles. Copiei isso que achei importante:
Se você já teve duas ou mais perdas gestacionais ou falhas em programas de reprodução assistida (fertilização in vitro com transferência de embriões) você possivelmente apresenta alterações imunológicas que podem ser responsáveis pela infertilidade.
Você pode solicitar ao seu médico que a encaminhe para nossa clínica, ou você mesma pode entrar em contato por telefone ou e-mail (ricardo@barini.med.br). Para facilitar seu atendimento, recomendo que seu médico encaminhe um resumo de seu histórico com os exames que tiver disponível, ou que você mesma faça esse contato e nos envie cópia dos resultados de exames já realizados.
De acordo com os seus exames eles irão solicitar mais alguns para complementar. 

Aqui em Floripa, meu médico é o Dr. Ricardo Nascimento, da Clínica Fecondare, ele é o médico referência do Dr. Ricardo Barini em Santa Catarina. Super confio nele!

O primeiro exame Cross Match fizemos em São Paulo, na RDO. Mas agora encontramos um laboratório que faz aqui em Floripa, ou melhor, eles colhem aqui e enviam para a RDO, tanto o exame quanto a vacina, é o Laboratório Neurogene.

Vou procurar nos meus emails a lista de exames que me solicitaram para fazer o cross match e depois posto aqui pra vocês!

Mamys...dois vídeos que explicam melhor a Imunologia da Reprodução, com Dr. Ricardo M. de Oliveira





8 comentários:

  1. Bom dia! Meu nome é Patrícia e estou no primeiro Croosmatch,quanta expectativa!! Obrigada pelo seu depoimento, acho que estes blogs ajudam a termos esperança e nunca desistir!!

    Patrícia -Joinville.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patricia!
      Que bom que tenha gostado do post... é um pouco da minha trajetória de tentante!
      A esperança e a fé é o que nos move... junto com o amor e a vontade de sermos mães não é?!
      Morei muitos anos em Joinville (meus pais ainda moram aí...), adoro a cidade e estou louca para voltar, hehehe!
      Estou a disposição para trocar figurinhas com você!
      Bj Bj e boa sorte!
      Pri Aitelli

      Excluir
  2. Oi Pri,
    Vi seu depoimento no blog Vida de Gestante e resolvi te escrever. Também sou de Floripa embora atualmente esteja morando em Tijucas/SC. Como você, passei por poucas e boas na tentativa de engravidar. Comecei ficando quase um ano nas tentativas. Grande erro que a maioria dos médicos cometem, de nos mandar perder 1 ano sem sequer indicar exames básicos para podermos iniciar essa jornada. Vou tentar resumir o drama. Rsss...
    No meu caso, tenho ovários policísticos, meu ciclo é longo e muitas vezes não ovulo. Finalmente minha médica se deu conta disso e eu tomei clomid por 3 meses. Não adiantou. Chega uma hora que a gente não sente mais confiança no profissional que está nos atendendo, nesta hora é melhor mudar. Troquei de médica. Neste meio tempo convenci meu marido a procurar um médico e fazer alguns exames, foi aí que descobrimos que ele também tinha umas alterações de motilidade do sptz. Minha nova médica indicou a histerossalpingo... fiz tranqüilo e estava tudo ok. Indicou um novo esquema de remédios e tentativas... e ficamos nisso em torno de 1 ano e meio, 2 anos. Cansados de nada dar certo ficamos em “off” para espairecer um pouco... Nooossa como isso é cansativo! Quando resolvemos voltar a tentar fomos a uma clínica de fertilidade, a que considerava a melhor de Floripa (só que não nos preços). Foi aí que começaram os tratamentos para uma IA... no total foram 4 tentativas angustiantes entre espetadas, viagens de 3 em 3 dias pra Floripa para acompanhar folículos e inúmeros medicamentos diferentes aplicados através de injeções (eu me injetava). Tudo isso considerando que o meu ciclo que era em torno de 42 dias. Então cada tentativa demorava tudo isso pra recomeçar... Mas para resumir... não conseguiram me fazer ovular mais de um óvulo de jeito nenhum... então nada de IA né! Imagina o meu desespero... nem com altas taxas de medicamento eu estava ovulando mais de um óvulo. Isso foi me desesperando e fui ficando muito ruim com a sensação de viver me espetando... não agüentei mais. Em março deste ano paramos as tentativas novamente. Meu marido concordou... estava psicologicamente estressante pra mim. Super decepcionada. E meu sonho de ser mãe, como ficava?

    ResponderExcluir
  3. ...Continuação...
    Comecei a pensar na hipótese da adoção. Mas meu marido ainda não estava pronto pra pensar nisso. Mesmo assim tocava no assunto de vez em quando... o mais importante para mim era ser mãe! Mas enfim... concordamos em esquecer o assunto filhos até bater aquela vontade novamente... mas chegando final de maio resolvi marcar um horário em outra clínica especializada em reprodução de Floripa. Ficou agendado para meados de junho que seria as férias do marido e ele poderia me acompanhar. Chegaram às férias. Minha menstruação teria que vir durante a viagem, mas só o que veio foi uma sujeirinha. Não dei a mínima, pois meu ciclo era longo e se não veio hoje virá amanhã –“pensei eu”. Mulher é um ser engraçado... quando a menstruação está por vir, toda vez que vamos no banheiro nos limpamos e olhamos pra ver se desceu né? Então, não tinha descido mas tinha um círculo azul ao redor da urina no papel higiênico. SUUUPER ESTRANHO! Fiquei quieta, não falei nada pro marido. Na semana seguinte tivemos a tal consulta e simplesmente odiei a médica. Super insensível e mercenária. Sugeriu uma série de exames (absurdos) e já desanimamos só com ela falando. Saímos de lá naquela... aiiiii tudo de novo... Enquanto isso minha menstruação não vinha... Fomos passear em São Paulo no fim de semana seguinte. Andamos horrores, comemos sushi, andei de bicicleta no parque do Ibirapuera... uma farra. Quando cheguei no quarto do hotel pra tomar banho levei um susto. Meu peito estava super duro. Meu marido tinha medo de fazer qualquer comentário... gato escaldado... Enfim, segunda de manhã foi fazer o beta e progesterona. Deram meeeeega positivos. Ficamos adormecidos... não dava pra acreditar... tanto tempo querendo ver aquele resultado... a ficha demora horrores pra cair. Na verdade começa a cair mais à medida que o bebê vai se desenvolvendo e o vemos no ultrassom. É mágico!!!! E que curioso... no final das contas e quantas contas né ($$$) conseguimos naturalmente. Depois de tanto desgaste emocional, financeiro... nosso bebê está aqui na minha barriga. Então não perca a fé!!! Tente mudar o foco (de propósito)... acho que isso me ajudou! E claro... todas as orações e pensamentos positivos que recebi também! Ahhhh... e descobri que teremos um menino, então aquele círculo azul no papel higiênico era um anúncio né?! Rssss... Desculpa o tamanho do comentário... rssss

    ResponderExcluir
  4. Mei,
    tô eu aqui toda arrepiada e com os olhos cheios d'água! Adorei a sua história, maravilhosa!
    Que benção! Parabéns!
    Mulher é um bicho estranho mesmo, rsrsrs... só quem passa por esse processo de tentativas sabe o que realmente sentimos!
    Também cansei dos tratamentos...mas não desanimei no sonho de ser mãe...

    Que seu filhotinho cresça cada dia com mais saúde...
    e se quiser trocar email... fica mega a vontade... mamyantenada@gmail.com

    Bj Bj e muuuuuuuitas felicidades!!!

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde, sou Maria perdi dois bebês e agora estou grávida de 6 semanas, e descobri que tenho que tomar a vacina dos linfócitos do meu marido, tô muito nervosa e com medo. Quais as chances segurar meu bebê fazendo a vacina já que estou grávida e só descobri depois de grávida. Tô muito nervosa me ajude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Francisca!!
      Fique calma, não fique com medo!! Procure um médico especialista para que possa fazer tudo com mais segurança! Qto as chances, infelizmente não sei te informar, mas muitas mulheres que conheço tiveram muito sucesso depois da utilização das vacinas!!
      Estou a disposição!!
      Grande beijo no coração e fique com Deus!!
      Pri

      Excluir
  6. Boa tarde sou Neta, descobri que preciso da vacina do marido depois que estava grávida estou com 6 semanas, sendo que já perdi 2 gestações tô mega preocupadapreocupada. Gostaria de saber quais as chances dessa gravidez da certo tomando as vacinas durante a gravidez? Já vou mandar fazer as vacinas

    ResponderExcluir