Mamy Antenada: Mordidas!

Mordidas!

Olá Mamys Antenadas!


Um dos objetivos do nosso blog é dividir experiências. Várias mamys comentando sobre o mesmo assunto, nos dá certa tranquilidade para enfrentarmos algumas situações.
Vou dividir com vocês minha última dor de cabeça, rs!
Minha filha está com 1 ano e 9 meses, frequenta a escola desde os 9 meses e sempre adorou a escola, as professoras e os amigos.
Ela desenvolveu a fala muito rápido, e conta coisas lindas da rotina da escola.
Na primeira reunião de pais deste ano, a turminha já estava junta há uns três meses, e o assunto "mordidas" foi abordado.
Eu, particularmente, achei exagerado o tom com que alguns pais trataram o assunto. Um pai perguntou: "Quais os danos psicológicos para a filha dele, da mordida que levara dias antes de um amiguinho". Oras, ninguém quer que seu filho seja mordido na escola, muito menos que fique com a fama de mordedor …. mas cá entre nós, alguém aqui ainda lembra de sua primeira mordida na escola?
A professora e a coordenadora explicaram para gente que deveríamos evitar aquelas frases do tipo: "Ai que fofinha, vontade de morder!!", para que a criança não entendesse a mordidinha como uma forma de carinho.
Bom, até então, a Luna estava ilesa, não havia mordido ninguém, nem havia sido mordida!!
Até que, na semana seguinte, um amiguinho deu um beijo de vampiro nela, rsrs!! Tadinha, ela voltou pra casa falando: " o ____ mordeu a Luna" …. e isso ela falou por um mês, mais ou menos.
Eu levei numa boa, acho que nesta fase, isso acontece …. não quis falar muito no assunto, para não potencializar. A mãe do amiguinho veio me pedir desculpas e eu disse a ela, que nem se preocupasse, pois poderia não ser a primeira vez que isso acontecesse.
Mais uma semana e a professora me chama na escola, pra que?? ah sim, desta vez foi a Luna que mordeu a amiguinha…. ai meu Deus, e agora?
É uma sensação estranha, quase uma frustração do tipo "onde eu errei" …. mas isso logo passou, desencanei e fiquei pensando que é uma fase, e que poderia não ser a única vez.
De fato não foi, ela mordeu mais algumas vezes e levou outras mordidas também. Arriscou umas mordidas no primo, mamãe, papai e até na vovó, mas muito cantinho do pensamento e a repetição do mantra que criamos (não pode bater, não pode morder, não pode brigar, só beijo, abraço e carinho) fez com que ela esquecesse das mordidas.
Por incrível que pareça, a turminha toda deu uma trégua nas mordidas.
Fico feliz por terem passado esta fase, mas qual será a próxima?
E vcs, já passaram ou estão passando por isso? Como estão lidando/lidaram/lidarão com a situação?

Bjbjbj,

Tati



Nenhum comentário:

Postar um comentário