Mamy Antenada

Paciência... Dá em Árvore? Onde compra?

Paciência...
Dá em árvore? Onde vive? Se cria? O que come? rsrsrs!

O que é isso?
Segundo o dicionário Infopedia:
pa.ci.ên.ci.a
pɐˈsjẽsjɐ
nome feminino
1. capacidade de suportar contrariedades, incômodos e dificuldades com calma e tranquilidade; resignação ⟨o João tem muita paciência⟩;
2. qualidade de quem não desiste facilmente; persistência; perseverança ⟨é preciso paciência para resolver estes problemas matemáticos⟩;
3. passatempo que consiste em formar as diferentes combinações possíveis com as cartas de um ou mais baralhos;
4. CULINÁRIA biscoito redondo, achatado e de pequenas dimensões,geralmente com sabor a limão.

Desde que me tornei mãe essa é a palavra que mais ouço: Tenha Paciência!
Confesso que as vezes vejo tudo escorrer pelas mãos, feito areia ou água, sem conseguir segurar essa tal da Paciência. Seria mais fácil se se encaixasse na maternidade a definição 4 e 5 do dicionário. Pode isso produção?

Paciência é uma virtude, é o auto controle emocional, alguns nascem com mais dela, outros não... mas também é um quesito que pode ser trabalhado.



Paciência está baseada no autocontrole emocional, é a habilidade do indivíduo suportar situações desagradáveis, injúrias e o incômodo de terceiros sem perder a calma e a concentração. É a tolerância com os erros alheios e diante de situações indesejadas.

Nos altos e baixos da maternidade essa pitadinha extra de paciência é extremamente necessária. É o limite entre o amor e a loucura. É o que te faz parar em pensar naquela tão sonhada passagem só de ida para um paraíso no Nordeste. É o que te faz perseverar, mesmo com a incerteza  de que dará certo ou não.

Perder a Paciência é normal, até porque ela tem limite, assim como todos os sentimentos humanos. E não se culpe por isso!
Sei que sempre buscamos evoluir como pessoa, trabalhando nossas dificuldades, e como pais não é diferente. 
No exercício de sermos mais pacientes nos desafios da maternidade vale: 
- não agir com pressa: respire fundo, conte até 10, depois tome alguma atitude,
- seja atenta e cuidadosa: procure entender o que levou àquela situação,
- saiba ouvir, sentir e falar com delicadeza: sei que as vezes é necessário alguns gritos e loucuras, até para exorcizar toda a angustia dessa incerteza, mas, mais uma vez: respire fundo, conte até 10, se precisar se distancie antes de estourar. Depois retome, com mais calma, para poder entender e dialogar.

Achei uma definição muito boa de Paciência, e penso que se encaixa muito bem na maternidade:
"O ato de ser paciente é considerado uma das virtudes do Espírito Santo, de acordo com a doutrina cristã. No âmbito religioso, a paciência está ligada com a compreensão e perseverança na fé. Significa acreditar na palavra de Deus e perseverar em seu caminho, tendo paciência, pois, no momento certo será recompensado com coisas boas."

Então, tenhamos paciência e fé, nossos filhos vão fazer birra, manha, tentar nos tirar do sério, mas sejamos perseverantes em nosso caminho, nos ensinamentos que temos como corretos, mesmo achando que eles não estão entendendo, que não estão aprendendo, que você já falou 1000 vezes e eles insistem em fazer do jeito deles, no momento certo veremos os resultados, eles aprendem sim, eles evoluem!!

Tenhamos paciência e fé! 

Meu filho pegou algo de um Amigo! Como lidar com isso?

Essa semana eu fiz uma faxina no quarto do Marcos, claro, ele ajuda fazendo a limpeza do seu próprio quarto, mas sabe aquela faxina que você é obrigada a dar?! Tipo quando seu filho toma banho sozinho mas você ainda tem que dar aquele confere atras das orelhas e dedos do pé!!
Comecei pela mesa do computador e terminei nos brinquedos, já dando destino naquilo que não tinha serventia.
E no meio dos brinquedos, eis que surge um celular, e uma pulga atras da orelha de uma mãe.


Recado para as amigas para ver se era de algum dos filhos delas, nada!
Esperei o Marcos chegar do colégio e perguntei: Esse celular é de Fulana?
Ele: Não!
Eu: Então de quem é?
Ele: Não sei!
Eu: Ok, tem certeza? A verdade sempre aparece, e eu vou descobrir!
Jantamos, assistimos TV, e depois de um tempo, eu já na cama, e ele veio fazer um carinho na Dorinha e eu novamente voltei ao assunto "celular".
Eu: Filho, você tem mais uma chance de dizer a verdade pra mim, eu prefiro saber por você do que por outra pessoa.
Ele: É do meu amigo do colégio. 
Eu: Ok filho, eu vou ao colégio amanhã para conversarmos a respeito desse assunto.
Coração de mãe acelerando em 3, 2, 1!
Como lidar com isso? Já tínhamos conversado sobre Pegar o que não é Nosso por diversas vezes quando apareciam lápis e borrachas diferentes das dele por aqui. Agora era um celular!!

Fui ao colégio e realmente era do amigo, mas não parou aqui em casa com o consentimento dele. 
E nessas horas a gente fica sem rumo, sem chão. Tudo que falamos foi em vão...
E contando essa história, não quero alimentar o preconceito de que a adoção tardia traz esse "problema", que não conhecemos a genética, que adotar bebê você "molda" do seu jeito, pois isso pode acontecer com qualquer filho, inclusive biológico! Quero sim compartilhar uma dificuldade que tive como mãe e buscar uma resolução para essa dificuldade.
Isso aconteceu numa sexta feira, e pude levar para a cadeira do psicologo esse meu problema, mas já pelo whatsapp ele pediu: calma e paciência!
A primeira coisa que ele me fez entender era que o objeto era um grande desejo do meu filho. Realmente era, não liberamos o celular por aqui, o computador é regrado e apenas liberado quando ha bom comportamento, e é a primeira coisa a ser cortada quando quebra as regras estabelecidas. 
Como diz meu psicólogo: o teu filho é praticamente um ET! Numa era tecnológica, onde a maioria das crianças possuem algum eletrônico, ele não tem acesso. Na sala dele, não alcança 100% da turma com acesso direto a tecnologia por causa do teu filho, e aposto que nas demais salas chegamos aos 100%. É fato a vontade dele em ter um "trequinho" desses! Claro que isso não justifica ele pegar o que não é dele, mas ele mostrou aí uma grande vontade! Tudo bem se vocês combinaram em não dar celular para ele, mas que ele tenha acesso alguns minutos ao de vocês! 
Penso que pode ser o caminho!

Confesso que no caminho ao psicólogo fiz o terrorzinho do roubo... 
Mas vale assistir esse vídeo da psicóloga Daniela Freixo de Faria sobre o assunto: 



No final de tudo, depois de chegarmos em casa do psicólogo, o Marcos conseguiu conversar com o pai sobre esse assunto, ele mesmo iniciando a conversa. O pai reforçou a mensagem de que não foi uma atitude correta e ele se comprometeu a não repetir. E esperamos que tenha sido a primeira e ultima vez.
Já estamos liberando, aos poucos, o acesso ao nosso celular! Nem dá para ser muito porque a bateria vai "pro pau" em poucos minutos :(.

E mais uma vez parafraseando meu psicologo (Luciano Fogaça): teu filho tem 11 anos; 10 anos vividos na indiferença com maus exemplos; 1 ano na casa lar, com regras, mas sem dedicação e amor exclusivo; e 5 meses com vocês, com limites e amor... 5 meses é uma gota no oceano dele! Mas vocês estão no caminho certo! E ele está aprendendo!!

Com os reforços positivos continuarão, e as conversas quando ha quebra de regras também, e também, quando necessário, o corte nos "benefícios" conseguidos. 





1° CONAPAIS - Congresso Nacional Almanaque dos Pais

Olá Pessoal!!!

Eu estava sumida né?!
Férias dos filhos, afilhado, sobrinho, viagem, foram dias intensos por aqui!!

Mas hoje retorno com uma grande novidade - O 1º CONAPAIS – Congresso Nacional Almanaque dos pais - que vai acontecer entre os dias 15 e 21 de agosto de 2016.

Eu me lembro muito bem, durante a minha gestação do coração, que participei de muitos Congressos com a temática da Maternidade, e confesso: foi M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O. As informações foram muito válidas e coloquei muitas dicas em pratica durante esse começo da maternidade.

Então vou contar um pouco mais desse grande evento promovido pelo ALMANAQUE DOS PAIS.



O CONAPAIS é para você, gestante e/ou mãe com filhos até 2 anos de idade que se preocupa com o futuro do seu filho, sente que não tem tempo para se dedicar aos seus negócios ou sua família e busca mais conhecimento sobre a maternidade e carreira para, assim, aumentar sua confiança e possibilidades para viver plenamente a maternidade em conjunto com sua vida profissional e social.
Já imaginou você sabendo exatamente o que você precisa fazer para seu filho ter uma infância saudável e feliz, ao mesmo tempo em que sua carreira profissional é impulsionada, e tudo isso sem perder a convivência com seus filhos, amigos e familiares? 
É exatamente essa transformação que o CONAPAIS trará para você. Para isso reunimos os maiores especialistas do Brasil em diversas áreas que revelarão os segredos de uma maternidade muito mais leve e realizadora. 

Antes de te falar como funcionará o CONAPAIS, quero te contar porquê a Monica Romeiro decidiu criar o CONAPAIS através de um depoimento dela:

“Sou mãe do Lucas de 5 anos e da Larissa de 4 anos. Quando peguei meu filho no colo pela primeira vez meus sonhos e metas mudaram completamente, o que também afetou minha carreira.
Eu perdia o sono só em imaginar que minhas falhas ou mesmo insucesso, poderiam afetar a vida dos meus filhos. Foi com minha busca incessante por apoio e informações que eu resolvi fundar, em janeiro de 2013, o site Almanaque dos pais, e que se tornou uma referência no Brasil em assuntos de maternidade e família, com mais de 1 milhão de acessos por mês.
Todo esse conhecimento que adquiri até hoje me transformaram em uma mulher e mãe muito mais segura, realizada e bem-sucedida, e eu quero levar essa transformação tão positiva para você, de uma forma simples, enriquecedora e dinâmica, que é o CONAPAIS, o 1º Congresso Nacional Almanaque dos Pais.”

Eu sei que muitos Congressos Online já aconteceram por aí, mas esta é a primeira vez no Brasil em que o foco das palestras será a vida da mulher desde o nascimento do bebê até os 2 anos de idade, que é a fase em que acontecem as maiores mudanças na vida da mulher, e junto com elas, não sei se é o seu caso, mas muitas mulheres acabam se colocando em último plano e deixando de lado a SUA própria realização.
Como a realização após a maternidade também envolve os cuidados com os bebês, médicos experts trarão dicas incríveis para facilitar sua vida e deixa-la muito mais segura na hora de cuidar das necessidades do seu pequeno e, assim, você consegue se organizar também para cuidar de você e realizar os seus sonhos e desejos.
Para que o maior número de mulheres se beneficiem com o CONAPAIS, as palestras serão ONLINE, assim pessoas de todo o mundo podem assistir, e o melhor, serão transmitidas gratuitamente em horários pré-agendados.

Se você é uma dessas pessoas e quer transformar os dois primeiros anos da maternidade nos melhores anos que você já viveu, inscreva-se agora mesmo no CONAPAIS.

As vagas são limitadas, então garanta sua vaga agora mesmo, EU JÁ GARANTI A MINHA! Clique aqui ---> Inscrição CONAPAIS.

Vejo você no CONAPAIS!