Mamy Antenada

Expectativa x Realidade na Adoção

Olá Pessoas!!

Já conversei com vocês em outros posts sobre Expectativas x Realidade, e que ela é uma das grandes responsáveis pelas frustrações em nossa vida, quando uma não corresponde com a outra.

Na maternidade isso acontece aos montes, com mães biológicas ou adotivas. Já ouvi várias mães biológicas dizendo que gostariam que seus filhos voltassem para a barriga, e mães adotivas se perguntando: "Onde fui amarrar meu bode!?". Eu mesma me perguntei isso, e não foi uma vez só.

Como tudo na vida, a maternidade tem seus altos e baixos, e logo me vem a cabeça a imagem daquele monitor de cardiologia que fica: Bip, Bip, Bip (um em cima, outro em baixo), e quando a pessoa morre é o Biiiiiiiiiiiiiiiip (a linha reta). E é fácil fazer a analogia, enquanto estivermos nos altos e baixos, há vida, há troca, há aprendizado!

Na Adoção, quando nos chamam para conhecermos uma criança é claro que nos enchemos de expectativas, como uma mãe biológica se enche durante os 9 meses de gestação. Mas muitas vezes essa expectativa não condiz com a realidade de uma criança que não teve e não conhece o amor, o cuidado, a atenção. Como amar se nunca foi amado, como entender que um NÃO é um cuidado daquele novo pai e não uma represália, como entender que ensinar como se comporta à mesa é uma manifestação de atenção. 

Essa sensibilidade e atenção para com o "novo filho" devem estar em nosso consciente na fase de adaptação, ele provavelmente não corresponderá às nossas expectativas de mãe (quando pensávamos como seria ser mãe). Nós também não corresponderemos as expectativas dos nossos "novos filhos". Já pararam para pensar que eles podem idealizar uma família que digam sim a tudo que eles peçam, que sonham em ter os pais de propaganda de Margarina... Assim como nós, eles também criam expectativas.

Comecei a pensar nisso observando o meu filho mais velho (que chegou com 11 anos) quando a rotina começou a ser estabelecida após as festas de boas vindas. Toda a poeira levantada com a viagem para a nova cidade, conhecer a nova casa, os familiares, teve que baixar para dar lugar a rotina, regras e estudo. Foi quando "o bicho começou a pegar"! Uma criança que para ser ouvida ou notada tinha que ser no grito ou no tapa, ou fazendo algo desapropriado, agora tinha que aprender justamente o contrario do que sempre fez durante 11 anos de sua vida.
É realmente difícil para uma criança entender, não é?!

Mas esses hábitos vão mudando aos poucos, é trabalho de formiguinha meeeeesmo! Não dá para querer grandes transformações em 1 mês. 
Como dizem por aí, na Adaptação da Adoção existem fases. A primeira é a de não mostrar muito "os defeitos" com medo da devolução, a segunda é a de vou mostrar de tudo que sou capaz para ver se eles me amam mesmo e que não vão me devolver.

Aqui não tivemos essa fase de namoro, de ser tudo flores no primeiro mês. Na primeira semana já tivemos o "Tu não é minha mãe", uma chamada no colégio por desacato à Professora e uma agressão à um Colega. 
Se tínhamos essa expectativa?! Não, claro que não tínhamos! 
Mas essa era a nossa realidade.
E o que fazer com tudo isso depende de cada um que escolheu entrar nesse barco.



Bj Bj 



A Importância da Amamentação - Por Mah Brito

Olá Pessoas!!

É com muita felicidade que compartilho com vocês o primeiro post da Marcília Brito, a Mah, mais uma colaboradora do Mamy Antenada.
A Mah é Gestante do Coração e Enfermeira Pediátrica, e aqui no Blog vai abordar os temas de Saúde da Mulher, da Mulher Mãe e das Crianças. 

Importância da amamentação!!



Desde a confirmação da gravidez, nenhum episódio é capaz de chamar mais atenção do que a saúde do bebê prestes a chegar. Os cuidados necessários para o desenvolvimento da criança despertam o interesse como nenhum outro assunto e a mãe faz de tudo para garantir que o bebê passe os dias longe de infecções e alergias. "Felizmente, a melhor proteção para o bebê está, justamente, nas mãos da mãe: crianças que recebem leite materno como alimento exclusivo nos primeiros seis meses de vida são mais resistentes a infecções, alergias, doenças e até mesmo complicações mais simples, como a cólica e o estresse", afirma o pediatra Sylvio Renan Monteiro de Barros. 

amamentação, de tão importante, tem até semana especial no calendário: o Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde (OMS) promovem do dia 1 ao dia 7 de agosto a Semana Mundial da Amamentação, lembrando o quanto o leite materno pode fazer diferença na vida da criança, estimulando as mães a praticarem esse gesto de amor e esclarecendo as principais dúvidas sobre o tema. Se você quer saber tudo o que seu bebê ganha a cada mamada, veja os benefícios que os especialistas destacam.

Fonte: OMS-2017




Marcília,  31 anos, casada há 3 anos maridão Ricardo, ativa, animada e feliz, enfermeira pediátrica, consultora de cosméticos,  gestante do coração e mãe do gato Miguel.

Seja bem vinda Mah!!

3 Receitas Saudáveis para a Lancheira do seu Filho

Olá Pessoas!!

Pra mim tem sido um desafio preparar os lanchinhos da escola das crianças!!
Procuro por lanches saudáveis (principalmente para a minha pequena, que está com sobrepeso), o que é muito difícil encontrar pronto... tipo: ir no mercado e comprar (tirando as frutas), além do preço das comidinhas mais "naturebas" serem mais caros.

Tenho pesquisado um pouco e encontrado receitas fáceis de fazer, porque tempo é tudo quando se tem crianças e você quer aproveitar o tempo livre para ficar com eles ou descansar um pouco.

Vou compartilhar com vocês 3 receitas saudáveis (pelo menos eu achei) e fáceis de fazer, testarei em breve!

1. Danoninho de Inhame



Ingredientes:
- 300g de Inhame,
- 1 caixa de morangos,
- 1 xícara de suco de maçã (natural ou industrializado).

Preparo:
- Cozinhe o inhame (jogue a água fora),
- Lave os morangos e coloque para ferver com o suco de maçã (até cozinhar, isso adoçará a fruta),
- Bata tudo no liquidificador,
- Distribua nos potinhos e coloque para gelar por 1h.

Pode substituir os morangos por: manga, maracujá, frutas frutas vermelhas.


2. Pão de Queijo com 3 ingredientes



Ingredientes:
- 3 1/2 de polvilho azedo,
- 2 caixas de creme de leite,
- 350g de queijo parmesão ralado.

Preparo:
- Misture o polvilho azedo e o creme de leite, depois o queijo ralado,
- Faça as bolinhas e coloque numa forma para assar,
- Leve ao forno pré aquecido a 180ºC por 30 minutos ou até dourar.

3. Muffin de cenoura e Abobrinha


Ingredientes:
- 1 xícara de farinha de trigo,
- 1/2 xícara de leite,
- 1 ovo, 
- 3 colheres de azeite,
- manjericão fresco a gosto,
- 1 cenoura média ralada fina,
- 1 abobrinha media ralada fina,
- 1 colher de sopa de fermento em pó,
- 2 colheres de sopa de queijo ralado.

Preparo:
- Numa tigela coloque a farinha, leite e ovo, tempere com sal e pimenta a gosto, acrescente a cenoura, a abobrinha, o queijo e o manjericão.
- Por ultimo acrescente o fermento.
- A massa fica numa consistência pastosa.
- Distribua nas forminhas (se não for forminha anteaderente ou de silicone, não esqueça de untar a forma).
- Leve ao forno por 20 min à 180ºC.